quinta-feira, 8 de janeiro de 2015

"Comércio em 2014 tem pior desempenho em 11 anos, diz Serasa", por Portal Terra

Começam a se espalhar as más notícias da "última ponta" do elo......o COMÉRCIO....

E olhem que a Indústria, ainda com alguma melhora pra um ou outro segmento, dada a forte alta do dólar, segue em modo "ladeira abaixo"

A inércia já é negativa para a Indústria há um bom tempo....

Agora, a inércioa negativa passa para o COMÉRCIO.....

E isso é claramente perceptível ao andar nas ruas e shoppings das principais cidades do país.....

Uma "sangria"......cemitério de lojas fechadas com tapumes e placas de "vende-se", "aluga-se".....

Várias lojas fechadas em vários shoppings...."cenário de horror" pra alguns shoppings tradicionais do eixo Rio-São Paulo


Notícia crédito Portal Terra



http://economia.terra.com.br/comercio-em-2014-tem-pior-desempenho-em-11-anos-diz-serasa,f00500fee83ca410VgnCLD200000b2bf46d0RCRD.html


07 de janeiro de 2015 • 12h07
Comércio em 2014 tem pior desempenho em 11 anos, diz Serasa

Alta dos juros, inflação elevada e baixo nível de confiança dos consumidores impactaram o movimento dos consumidores

O movimento dos consumidores nas lojas em 2014 subiu 3,7% sobre o ano anterior, registrando seu pior desempenho em 11 anos e impactado pelo fraco desempenho no setor de materiais de construção, divulgou a empresa de informações de crédito Serasa Experian nesta quarta-feira.

Segundo a Serasa, a fraca atividade no comércio foi fruto de uma combinação entre escalada dos juros, alta da inflação e menor grau de confiança dos consumidores, que ainda estão em situação de elevado endividamento.

O avanço do Indicador Serasa Experian de Atividade do Comércio, que leva em conta o volume de consultas mensais feitas por cerca de 6 mil estabelecimentos comerciais à base de dados da Serasa, ficou bem abaixo da expansão de 5,2% em 2013, no resultado mais fraco desde 2003, quando havia crescido 3,1%.

O resultado foi impactado pelo setor de materiais de construção, com declínio de 6,5% no ano, apontou a Serasa.

Na ponta de destaques positivos, o segmento de supermercados, hipermercados, alimentos e bebidas teve alta de 3,9% no movimento em 2014, seguido pelo desempenho do setor de tecidos, vestuário, calçados e acessórios, com avanço de 3,4%.

A atividade no setor de combustíveis e lubrificantes, por sua vez, registrou aumento de 1,2% de janeiro a dezembro do ano passado. No mesmo período, o crescimento foi de 0,9% no segmento de móveis, eletroeletrônicos e informática e de 0,4% para veículos, motos e peças.