terça-feira, 9 de dezembro de 2014

Uma correção no post da "Northland Resources"......o correto é:: "A brasileira VALE,e as "anglo-australianas" Rio Tinto e BHP Billiton sempre estiveram classificadas como "mineradoras de baixo custo".

No post escrito ontem, quando eu expunha a situação dramática da Northland Resources, uma mineradora de "alto custo", escrevi em seguida:

"A brasileira VALE,e as "anglo-australianas" Rio Tinto e BHP Billiton sempre estiveram classificadas como "mineradoras de alto custo".

Há um erro ali no final.....eu simplesmente repeti dizendo que as 3 maiores mineradoras do mundo são mineradoras de ALTO CUSTO"

Errado

A idéia do post era, é claro, além de mostrar a dramática situação pela qual passa a mineradora Northland Resources, diferenciar as chamadas "mineradoras de alto custo" das "mineradoras de BAIXO CUSTO"

VALE, Rio Tinto e BHP, ainda que vivendo dias difíceis, dada a queda forte do minério de ferro, apresentam melhores condições de enfrentar a atual turbulência, dado o fato de terem custos mais baixos de operação.

Talvez o leitor , de modo geral, nem tenha percebido o erro, já que o texto conduz na direção de diferenciá-las.

Por outro lado, o leitor mais atento percebeu 

Portanto, aceitem minhas desculpas e segue o texto correto:

"A brasileira VALE,e as "anglo-australianas" Rio Tinto e BHP Billiton sempre estiveram classificadas como "mineradoras de baixo custo".