segunda-feira, 15 de dezembro de 2014

"Petrobrás vale apenas um terço do seu patrimônio líquido, pior resultado desde 1996", por Jornal "O Estado de São Paulo"

Notícia crédito Jornal "O Estado de São Paulo"

http://economia.estadao.com.br/noticias/geral,petrobras-vale-apenas-um-terco-do-seu-patrimonio-liquido-pior-resultado-desde-1996,1607406

Petrobrás vale apenas um terço do seu patrimônio líquido, pior resultado desde 1996
CLEY SCHOLZ - O ESTADO DE S. PAULO

15 Dezembro 2014 | 18h 54

Após queda de quase 10% na Bovespa nesta segunda-feira, empresa retrocede quase 20 anos na relação entre valor de mercado e patrimônio líquido, segundo a consultoria Economática

A situação da Petrobrás retrocedeu 19 anos e se igualou à de janeiro de 1996, quando se considera a relação entre o valor de mercado e o patrimônio líquido, um dos parâmetros usados pelos analistas para avaliar o desempenho financeiro das empresas.
A conta é do economista Einar Rivero, da consultoria Economática. Analisando os números, ele destaca que o mercado já chegou a avaliar a Petrobrás em 4,22 vezes o valor do patrimônio líquido, e hoje avalia em apenas 0,31%. Isso significa que a empresa vale apenas um terço do seu patrimônio.
O valor de mercado - preço que o mercado está disposto a pagar pela empresa - é de R$ 114 bilhões. Já o patrimônio líquido é de R$ 360,7 bilhões, pelo último dado oficial de junho de 2014, citado no balanço do segundo trimestre.

"O resultado é assustador", afirma Einar, lembrando que o patrimônio líquido tende a aumentar no balanço do terceiro trimestre, que a empresa não conseguiu publicar por causa da operação Lava Jato da Polícia Federal. "Se o denominador aumenta, o resultado da relação diminui ainda mais", explica o economista.

As ações da empresa fecharam em baixa novamente nesta segunda-feira, 15. A Petrobras ON fechou em baixa de 9,94%, a R$ 8,52, menor valor desde 15/09/2004 quando fechou em R$ 8,4844. A Petrobras PN fechou em baixa de 9,20%, a R$ 9,18 menor valor desde 20/07/2005 quando fechou em R$ 9,1713.