sábado, 27 de dezembro de 2014

Bovespa - Final de Semana

Mesmo com baixo volume ao longo da semana, por conta das festas natalinas, o Bovespa rompeu a LTB mais curta que passava ali por volta dos 50.000

Também rompeu a própria faixa na segunda-feira última pra retestá-la ontem e fechar praticamente nela; fechamento em 50.150 pontos.

Fechou em queda ontem, queda de 1,48%.

Temos algumas possibilidades e alternativas no horizonte.

Ainda, me parece, um cenário mais positivo do que negativo no curto prazo.

Senão vejamos alguns poréns:

Vejam abaixo que, depois da reversão lá nos 45.800, o índice veio direto na máxima da sexta-feira em 51.000 pontos; ainda deveria uma ida aos 51.200 ou mesmo nos 52.000 pontos.

No entanto, reparem que essa primeira queda um pouco mais forte, ainda que sem volume forte, se deu quando o IFR14 bateu a faixa de 50.

Esse movimento de recuo do IFR14 na faixa de 50 é medianamente consistente com movimentos de reversão continuada, isto é, depois do índice finalizar uma longa perna de baixa, reverte, sobe forte, porém, pra alcançar vôos mais altos, para e respira quando o IFR14 bate a faixa de 50.

Enfim, não seria surpresa ainda uma queda ai na faixa de 49.200 ou 48.000 pontos; até mesmo nos 47.000.

Pra termos uma idéia mais clara do movimento positivo, seria importante vermos essa perna de baixa curta acompanhada de um pivot de alta.

MME13 ainda cruzada pra baixo sobre a MME21, portanto, ainda em modo VENDA. Porém, ambas já embicaram pra cima.

Vários papéis importantes, como VALE e de siderúrgicas, também já melhoraram muito a direção de suas respectivas Médias Móveis exponenciais de 13 e 21, sustentando a tese da melhora do Bovespa no curto prazo.

Vamos acompanhar

Suportes agora em 50.000, 49.200, 48.800 e 48.000

Resistências em 51.000, 51.200 e 52.000


Bovespa, diário, escala logarítmica