segunda-feira, 19 de março de 2018

Bovespa chega a perder no intraday a faixa mais importante no curto prazo, a faixa de 83.800,mas consegue fechar acima dela

Bovespa chega a perder no intraday a faixa mais importante no curto prazo, a faixa de 83.800,mas consegue fechar acima dela

Fechamento em 83.900 pontos, queda de 1,15%

Talvez algum respiro até a faixa de 86.000-86.200 antes de uma nova queda.

Caso perca os 83.700-83.800 busca a faixa de 81.000, depois 79.600

Existem 2 possibilidades em aberto para a correção do Bovespa

A primeira é nos 79.800, o que daria uma correção intermediária de cerca de 10%.....

Uma correção de 10% também tem sido vista nos Bovespa desde o fundo de 2016.

A outra possibilidade é uma correção na faixa de 74.000, pullback no antigo topo histórico ou a faixa de 76.500-78.000, que se revelaram fortes resistências no ano passado.

Essa correção seria em torno de 13% para o alvo em 76.500...13% foi a média das correções mais fortes nos últimos 2 anos....

No curto-médio prazo não vejo como corrigir mais do que isso....ou seja...entre 74.000 e 79.800

No longo prazo, ainda precisamos andar muito mais pra pensarmos na correção de 50%-60%

Mercado brasileiro está, como falei há alguns dias atrás, já em modo BULL-MARKET....não é o BULL-MARKET secular clássico, pois em dólar ainda não rompeu o último topo de 44.000 pontos, mas é um forte BULL-MARKET

Ou seja....

Ele tem tudo pra fazer um zig-zag altista,isto é, entre no BULL-MARKET SECULAR, mesmo que no meio do caminho corrija 50%..

Para isso, ele deveria ir próximo a 110.000 pontos, ou seja, próximo aos 44.000 pontos em dólar, e faazer uma grande perna de baixa, que poderia ser de 50%...

Depois, engatar uma outra onda forte de alta rompendo os 44.000 pontos em dólar....

Nesse caso, o alvo seria no mínimo a faixa de 200.000 pontos

Bovespa, diário, escala logarítmica