quarta-feira, 31 de janeiro de 2018

A semelhança da figura gráfica do Bovespa deixada hoje, quando o índice fez 700 pontos acima do topo anterior, com a figura gráfica no topo de 78.100 pontos em outubro passado, antes da correção de cerca de 10%

A semelhança da figura gráfica do Bovespa deixada hoje, quando o índice fez 700 pontos acima do topo anterior, com a figura gráfica no topo de 78.100 pontos em outubro passado, antes da correção de cerca de 10%

Quanto aos canais postados aqui ontem do Bovespa, não muda nada, por enquanto, pois a máxima de hoje foi apenas de 700 pontos acima da deixada sexta passada. O índice apenas colou mais na linha de topo...O "vazamento" acima da linha de topo é "ligeiro".....portanto, ainda seguiremos com esse canal até que mude a sua trajetória de forma mais forte

As divergências baixistas de IFR14 se acentuam

Deixarei no segundo gráfico abaixo novamente o canal com o novo topo de hoje, no tempo SEMANAL

Bovespa , diário, escala logaritmica



Bovespa , SEMANAL, escala logaritmica








terça-feira, 30 de janeiro de 2018

No Bovespa, agora, falamos apenas em 2 canais de alta....os 2 bastante semelhantes...assim, olhamos no curto prazo para 74.000-76.000 ou para 69.500-70.000...

No Bovespa, agora, falamos apenas em 2 canais de alta....os 2 bastante semelhantes...assim, olhamos no curto prazo para 74.000-76.000 ou para 69.500-70.000...

O primeiro está no primeiro gráfico abaixo...base do canal ali por volta de 75.000

O segundo canal de alta está no segundo gráfico abaixo....base do canal ali na faixa de 70.000

Faixa de 70.000 é por onde passa uma MA50 no SEMANAL, faixa onde, desde 2004-2005, em tendências de alta, o Bovespa bateu em suas fortes correções , e por onde passa uma MA200 no diário (70.200)

Se você ainda acha que o Bovespa ainda pode caminhar mais longe do que o topo da semana passada, 86.500, antes do crash de 50%-60%, esperar até a faixa da MA50 no SEMANAL, não parece uma má idéia

Fechamento hoje em 84.480 pontos, queda de 0,25%....na semana, já em queda de 1,2%

Bovespa, diário, escala logarítmica



Bovespa, SEMANAL, escala logarítmica


Falei ontem do iminente rompimento da LTB do índice VIX, o "principal hedge do SP500", .....o Citibank falou hoje, como destacado no meio da tarde.....pois sim...VIX sobe mais 6,8%, fecha a 14,79 e rompe as 2 LTB's aqui destacadas....

Falei ontem do iminente rompimento da LTB do índice VIX, o "principal hedge do SP500". 

O Citibank falou hoje, como destacado no meio da tarde.....pois sim...VIX sobe mais 6,8%, fecha a 14,79 e rompe as 2 LTB's aqui destacadas....

Nesse exato momento, por onde você olhe, VIX rompeu uma LTB de 2 anos, rompimento que tem mais força caso se mantenha ao final da semana. Como vimos nos últimos 18 meses, muitos rompimentos aconteceram ao longo da semana, porém, no fechamento, houve o recuo para baixo da LTB.

No entanto, nesses 2 primeiros dias da semana, a dinâmica tem sido diferente.

A pressão vendedora nos mercados americanos aumenta sobremaneira....Por tabela, os mercados mundiais não reagirão de modo diferente

Vamos aos gráficos

O primeiro, o diário

O segundo, semanal e o rompimento mostrado nos círculos


VIX, Diário, escala logarítmica


VIX, SEMANAL, escala logarítmica







No gráfico de 117 anos do Dow Jones que coloquei aqui fim de semana, alertei que o gráfico fechava no dia 24-01-2018, correto ?....Dow Jones andou mais até sexta-feira, dia 26-01-2018....portanto, vamos atualizá-lo , assim como o canal de alta

No gráfico de 117 anos do Dow Jones que coloquei aqui fim de semana, alertei que o gráfico fechava no dia 24-01-2018, correto ?....Dow Jones andou mais até sexta-feira, dia 26-01-2018....portanto, vamos atualizá-lo , assim como o canal de alta

Aqui está....

Ao final da sexta-feira, 26-01-2017, fechamento em 26.616, considerando todos os fechamentos mensais desde 1900 feitos pelo plataforma gráfica do "stockcharts.com", o índice Dow Jones tocou a linha superior do canal de alta abaixo destacado.

Vejam que, ao formatá-lo, o índice resvala durante alguns 15-18 meses na linha de topo ali em 1999-2000-2001, ápice da "Bolha da Internet".....depois, o crash.

Se apostarmos nesse canal de alta....nesse cenário.....temos apenas 2 caminhos.....um crash de 50%-60%-70% a partir desse fechamento de sexta-feira, ou alguns resvalos nessa linha de topo, para depois, o crash. Isso demandaria ainda alguma ida mais acima...27.000...28.000...30.000...32.000

Ainda discutirei mais semanas à frente.

Dow Jones, fechamentos mensais, gráfico desde 1900, escala logarítmica






Em artigo publicado agora há pouco pelo site ZeroHedge, Citibank alerta sobre o rompimento da LTB do índice VIX nesse momento em 14,5 pontos, o mesmo alerta que fiz aqui ontem

Em artigo publicado agora há pouco pelo site ZeroHedge, Citibank alerta sobre o rompimento da LTB do índice VIX nesse momento em 14,5 pontos, o mesmo alerta que fiz aqui ontem

Aqui, o meu post: https://pracompraroupravender.blogspot.com.br/2018/01/indice-vix-o-principal-hedge-do-sp500.html

Abaixo, o post-artigo publicado no site ZeroHedge: https://www.zerohedge.com/news/2018-01-30/vix-breaks-above-crucial-technical-level-fx-rates-vol-spikes

Parte do Texto e o gráfico logo abaixo:

"VIX Breaks Above Crucial Technical Level; FX, Rates Vol Spikes

But the last two days have seen VIX spike dramatically as downside protection is suddenly bid...
And that has smashed VIX above its two-year downtrend...

As CitiFX Technicals group warns:

 "We are now closely watching the combined larger double bottom neckline (14.5-14.6%) as a break of this, if seen, would suggest the potential for extended gains towards 20%.""

Nesse momento, o índice opera a 14,40...alta de 4%...máxima do dia foi a 15,42






segunda-feira, 29 de janeiro de 2018

Cobre.....no intraday , ele sobe, rompe a LTB....mas, nos fechamentos há mais de 15 dias, ainda abaixo da LTB

Cobre.....no intraday , ele sobe, rompe a LTB....mas, nos fechamentos há mais de 15 dias, ainda abaixo da LTB

Vejam que já houve uma forte correção até a faixa de 3,10....e o repique até a faixa de 3,23-3,25

Por ora.....COBRE em busca de sua MA200....Faixa de 2,95 e subindo

Cobre, diário, escala logarítmica







Índice VIX, o "principal Hedge do SP500", explode e sobe 24,9%....agora, temos 2 LTB's praticamente juntas...uma foi rompida..outra, pouco acima....se uma das 2 se mantiver assim até sexta, espero uma fortíssima correção dos mercados mundiais ao longo dos próximos 6-10 dias

Índice VIX, o "principal Hedge do SP500", explode e sobe 24,9%....agora, temos 2 LTB's praticamente juntas...uma foi rompida..outra, pouco acima....se uma das 2 se mantiver assim até sexta, espero uma fortíssima correção dos mercados mundiais ao longo dos próximos 6-10 dias

Primeiro gráfico abaixo com o fechamento de hoje em 13,84

Depois, o Gráfico SEMANAL....Vejam as 2 LTB's.....Se cada um pegar o topo e ligar com o topo logo abaixo ou o outro em seguida, verão ligeira diferença

Fechamento do SEMANAL está com 13,83

Foi isso que tentei fazer....

VIX, Diário, escala logarítmica


VIX, SEMANAL, escala logarítmica






VALE3 está testando nesse exato momento uma LTA de 2 meses e meio, tocando 41,30.......MA50 colada na MA200 no tempo horário

VALE3 está testando nesse exato momento uma LTA de 2 meses e meio, tocando 41,30.......LTA que vem lá de 31,80

Essa LTA pode ser melhor vista abaixo no gráfico horário

MA50 também colada na MA200 no tempo horário....

Se essa LTA for perdida junto com o cruzamento pra baixo da MA50 sobre a MA200, papel colapsa no primeiro momento até a faixa de 36,00-37,00.....

Porém, dificilmente vai deixar de buscar a sua MA200 no tempo diário....hoje, na faixa de 32,00, mas subindo

VALE3, Tempo horário, escala logarítmica






"TED", o "Spread entre a taxa de juros londrina libor de 3 meses e os títulos do tesouro americano de 3 meses", rompe a LTB de 2 anos no fechamento da semana, fecha em 38 pontos-base, 8 pontos acima da faixa de 30, onde houve a última correção de cerca de 15% dos mercados americanos no final de 2015

"TED", o "Spread entre a taxa de juros londrina libor de 3 meses e os títulos do tesouro americano de 3 meses", rompe a LTB de 2 anos no fechamento da semana, fecha em 38 pontos-base, 8 pontos acima da faixa de 30, onde houve a última correção de cerca de 15% dos mercados americanos no final de 2015

Vejam a faixa de 30 pontos-base ao final de 2015-início de 2016.

Não sei se os mercados aguentarão os sinais vindos de todos os lados.

Resta saber, em que direção "estamos".....num paredão de 50%-60% de crash ou numa forte correção de 15%

TED, Semanal, escala logarítmica, período 5 anos





sábado, 27 de janeiro de 2018

Uma foto de 117 anos do Dow Jones, depois do fechamento de quarta-feira, dia 24-01-2018....sim....é real.....em algum momento nos próximos meses, podemos dar início a uma queda entre 60%-70%

Uma foto de 117 anos do Dow Jones, depois do fechamento de quarta-feira, dia 24-01-2018....sim....é real.....em algum momento nos próximos meses, podemos dar início a uma queda entre 60%-70%

Há uma "coincidência de pernas"...

Vejam que o fundo dessa "grande perna de alta" está lá em "meados dos anos 70-80"

Caso descontemos a inflação, o fundo está no início dos anos 80....caso não utilizemos o desconto, está nos anos 70...

A coincidência se dá por conta do período desse fundo..... Foi o ápice da taxa de juros americana, por conta da Crise do Petróleo...

De lá pra cá, a taxa foi a "Zero".....ou "Negativa" do ponto de vista de "taxa real"

Agora, há uma reversão nas taxas de juros, ainda de forma muito lenta.

Isto é, se tivermos, no longo prazo, a "volta à normalidade" das taxas de juros, poderíamos ter uma "perna de baixa gigante", de volta a base do canal

Vejam o gráfico da taxa de juros logo abaixo
O fechamento é do dia 24-01-2018, pois ainda não houve a atualização para esse gráfico MENSAL de 117 anos


Dow Jones por fechamentos mensais desde 1900, escala logarítmica

Fonte: stockcharts.com


Taxa de juros americanas desde 1954

Fonte: macrotrends.net




Uma foto do Bovespa após o fechamento de ontem

Uma foto do Bovespa após o fechamento de ontem

Bovespa, diário, escala logarítmica





quinta-feira, 25 de janeiro de 2018

Dow Jones sobe mais 600 pontos a partir da máxima de ontem, mas "DJW" (Dow Jones Global Index) não faz nova máxima e fecha em queda de 0,2%

Dow Jones sobe mais 600 pontos a partir da máxima de ontem, mas "DJW" (Dow Jones Global Index) não faz nova máxima e fecha em queda de 0,2%

Dow Jones fechou em alta de 0,54% em 26.392, depois de bater na máxima em 26.458

DJW fechou em queda de 0,20 a 421, 63, depois de bater na máxima 423,67

DJW, Diário







No post anterior, mostrei o martelo produzido pelo dólar em 02-05-2016, revertendo a forte tendência de baixa naquele momento......e o que aconteceu com a VALE na Bovespa a partir daquele dia 02-05-2016 ?..quando o dólar reverteu.....a VALE caiu 31,5%...ok....momentos distintos...mas, patamares distintos...

No post anterior, mostrei o martelo produzido pelo dólar em 02-05-2016, revertendo a forte tendência de baixa naquele momento......

E o que aconteceu com a VALE na Bovespa a partir daquele dia 02-05-2016 ?..quando o dólar reverteu.....

Dêem uma olhada no gráfico da VALE3 naquele período a partir do dia 02-05-2016....

O círculo marca o dia 02-05.2016.....no dia 02-05-2016,a VALE3 fechou em 19,05...

Dali,até o dia 23-05-2016,ou seja, em 20 dias corridos , a VALE3 caiu 31,5% até a mínima de 13,10.....no dia,acabou fechando em 13,84, encerrando a perna de baixa

OK

O momento era outro.....vierambonsbalanços depois da VALE....

Veio a eleição de Donald Trump e seu corte de impostos.....a especulação com as commodities....

a própria queda do dólar, depois da perna de alta...

Enfim.....momentos distintos...

Mas, por outro lado.....o papel já atingiu a marca de 43,75, topo até agora....

Isto é......daquele patamar de 13, até agora, significa uma alta de cerca de 230%

Enfim......

Se o dólar de fato engatar uma nova tendência de alta a partir daqui, haverá certamente uma outra calibragem das commodities no mundo todo, mesmo contrabalançando-as com a perspectiva de novo ciclo de crescimento com o corte dos impostos de Trump...

Mas, ficam igualmente e paralelamente outras perguntas....

Até que ponto foi precificado esse crescimento ?

Até que ponto "não foi precificado" uma rodada de aumento de taxas de juros pelo FED ?

Até que ponto, ambos acima não jogam mais gasolina no dólar ?

Ficam as apostas


VALE3, período fev-2016-julho-2016





E Donald Trump falou.....numa entrevista ao final do dia para a rede CNBC, disse que queria um dólar forte, diferente do que "parecia dizer" seu Secretário do Tesouro....e o dólar que estava "sobrevendido" e em queda livre, porém colado a um fortíssimo suporte, reverteu e deixou um lindo martelo....mudou o mercado de commodities...até quando ?

O índice dólar, o índice que mede o dólar frente a uma cesta de moedas, vinha em queda livre desde ano passado quando bateu na faixa de 103.

Nos últimos dias havia dado um ligeiro repique, destacado aqui por mim, na faixa não desprezível de 90.....

Voltou a cair....e furou o suporte de 90.....e caminhou até a faixa de 88-89....praticamente, o último divisor e suporte...

E.....ai......Donald Trump falou....falou 2 dias depois de seu Secretário do Tesouro aparentemente sugerir que o dólar fraco soava bom para a economia americana

Ledo engano.....

Donald Trump falou o seguinte, reproduzido abaixo pela Revista Exame

https://exame.abril.com.br/economia/trump-diz-em-entrevista-que-quer-um-dolar-forte/

"Trump diz em entrevista que quer um “dólar forte”

"O dólar vai ficar mais e mais forte e em última análise eu quero ver um dólar forte", disse Trump

Por Reuters access_time 25 jan 2018, 19h18 - Publicado em 25 jan 2018, 17h43

Washington – O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, disse nesta quinta-feira que ele quer em última análise que o dólar seja forte, contradizendo comentários feitos pelo secretário do Tesouro Steve Mnuchin na véspera."


O dólar que havia batido na parte da manhã em NY a faixa de 88.25 reverteu forte , fechando em 89,23 , produzindo um lindo martelo, indicando reversão de tendência.

Vejam que associado a isso, seu IFR14 também mostra o nível fortemente sobrevendido, tanto no diário, como no Semanal

E aí começam a entrar mais detalhes....

Vamos lá.....

O primeiro gráfico abaixo é a figura do martelo para que vocês tenham a nitidez da formação

Agora, vejam o segundo gráfico SEMANAL abaixo.....

Vejam uma LTA que vem desde 2011.......ela passa um pouco abaixo dessa mínima de hoje em 88.25.......nada impede que o dólar engate uma alta forte até a faixa de 95 e volte pra retestar essa LTA....que provavelmente estará mais acima do que a mínima de hoje...

Mais....olhe o canal de alta que está caracterizado

Por fim....deixo no terceiro gráfico abaixo, um outro momento...há pelo menos outro....mas marquei apenas o do início de maio-2016 onde o dólar deixou um martelo tão lindo como o de hoje....e a reversão muito clara ....da faixa de 90 foi até a faixa de 102

Agora, a pergunta......o que significa isso para as commodities ?

Há uma correlação inversa ao longo do tempo do dólar com as commodities......correlação inversa não quer dizer certeza....quer dizer que, com grande probabilidade, dinâmica de alta para o dólar, as commodities apresentam dinâmica de baixa.....e vice-versa

Existem outras correlações que podem ser analisadas e discutidas.....não tão fortes como a correlação com as commodities

Com a dinâmica dos mercados emergentes,americanos, japoneses, enfim....na medida do possível, aqui e ali, vamos tentando introduzir tais discussões


Índice dólar, diário, escala logarítmica




Índice dólar, SEMANAL, escala logarítmica, período 7 anos




Índice dólar, diário, escala logarítmica, período 2016-2017







Dia interessante nos mercados mundiais.....já já falarei do mais importante....por ora.....alta boa do índice "EWZ", o "Bovespa operado pelos estrangeiros", em Nova York....embora, no final, não tenha deixado um bom candle....alta de 1,08%...chegou a subir 3% apoiado por bancos e Petrobrás

Dia interessante nos mercados mundiais.....já já falarei do mais importante....por ora.....alta boa do índice "EWZ", o "Bovespa operado pelos estrangeiros", em Nova York....embora, no final, não tenha deixado um bom candle....

EWZ fechou com alta de 1,08% em 46,85 ...chegou a subir 3% apoiado por bancos e Petrobrás

Itau, alta de 2,6%
Bradesco, alta de 1,98%
Banco do Brasil, alta de 1,67%, depois de subir ontem 9%
Petrobrás, alta de 1,3%
Vale, queda de 1,75%

EWZ, Diário, escala logarítmica






quarta-feira, 24 de janeiro de 2018

Tudo pronto ? Ao subir mais 0,22%, tocar na máxima do dia 424,03, índice "DJW" (Dow Jones Global Index), o índice que cobre quase todos os índices do mundo, quase todos os setores do mundo, toca na linha de topo do canal de alta de 25 anos

Tudo pronto ?

 Ao subir mais 0,22%, tocar na máxima do dia 424,03, índice "DJW" (Dow Jones Global Index), o índice que cobre quase todos os índices do mundo, quase todos os setores do mundo, toca na linha de topo do canal de alta de 25 anos

Ontem, como destacado aqui no blog, faltava  muito pouco para o toque na linha de topo

Fechamento do "DJW" em 422,52, alta de 0,22%, máxima do dia em 424,03.

IFR14 , no SEMANAL, no patamar absolutamente "fora da sanidade" de um mercado saudável de 93,13


DJW, Semanal, período 25 anos, escala logarítmica





E mais uma "marca" simbólica.....depois de quase 9 anos, índice CRB Commodities encosta no fundo da Crise Subprime.....faixa de 200.....hoje, máxima de 199,62

E mais uma "marca" simbólica.....depois de quase 9 anos, índice CRB Commodities encosta no fundo da Crise Subprime.....faixa de 200.....

Hoje, máxima de 199,62

Fechamento em 199,51, alta de 1,3%

CRB, Semanal, período 12 anos





E depois de quase 11 anos, o índice do setor financeiro americano, o "XLF", toca a faixa de 30,00....fechamento em 30,01

E depois de quase 11 anos, o índice do setor financeiro americano, o "XLF", toca a faixa de 30,00....

Fechamento em 30,01....alta de 0,67%...máxima do dia em 30,08

Topo histórica ainda é acima....em 31,02.....

XLF, MENSAL, período 12 anos






Vejam o que esses "caras" são capazes de fazer com o "mercado"......"mercado" ?...Depois de cair em "gotas" por 15 dias, perder o suporte principal, e cair ontem 2,7%, "Cobre" volta 60% da queda (praticamente o fibonacci de 61,8%), sobe "insanos" 3,8% e para na LTB anterior

Vejam o que esses "caras" são capazes de fazer com o "mercado"......"mercado" ?...Depois de cair em "gotas" por 15 dias, perder o suporte principal, e cair ontem 2,7%, "Cobre" volta 60% da queda (praticamente o fibonacci de 61,8%), sobe "insanos" 3,8% e para na LTB anterior

Fechamento em 3,22, alta de 3,8%

Cobre, diário, escala logarítmica





terça-feira, 23 de janeiro de 2018

CRB Commodities , que tem um peso forte do "barril de petróleo", rompe no fechamento faixa importante de 196...se confirmar, vai em busca do fundo de 2009, faixa de 200

CRB Commodities , que tem um peso forte do "barril de petróleo", rompe no fechamento faixa importante de 196...se confirmar, vai em busca do fundo de 2009, faixa de 200


CRB, Diário


CRB, Semanal, período 12 anos









Cobre, depois de ficar preso na LTB curta, e perder vários suportes intraday e o mais importante na faixa de 3,20, sofreu queda forte hoje

Cobre, depois de ficar preso na LTB curta, e perder vários suportes intraday e o mais importante na faixa de 3,20, sofreu queda forte hoje

Fechamento hoje em 3,11, queda de 2,7%

Cobre, diário, escala logarítmica




Tão importante quanto acompanhar a contagem regressiva do "DJW", é acompanhar a contagem regressiva até a faixa de 30,00-31,00, topo histórico do "XLF" (Índice setor financeiro americano), topo atingido pré-Subprime 2008.....bateu hoje em 29,86

Tão importante quanto acompanhar a contagem regressiva do "DJW", é acompanhar a contagem regressiva até a faixa de 30,00-31,00, topo histórico do "XLF" (Índice setor financeiro americano), topo atingido pré-Subprime 2008.....

Bateu hoje em 29,86 na máxima do dia...

Fechamento em 29,81, alta de 0,10%

Vejam que a resistência mais clara é 30,00......depois, o topo histórico em 31,02

XLF, Mensal, período 18 anos





Atenção...não vamos perder a contagem regressiva para os mercados americanos e mundiais.....Índice "DJW" (Dow Jones Global Index) muito, mas muito próximo a linha de topo do canal de alta de 25 anos

Atenção...não vamos perder a contagem regressiva para os mercados americanos e mundiais.....Índice "DJW" (Dow Jones Global Index) muito, mas muito próximo a linha de topo do canal de alta de 25 anos

Fechamento hoje em 421,60, alta de 0,5%.....mais uma alta

Reparem no gráfico abaixo, TEMPO SEMANAL, o patamar do IFR14.....92,98...o mais alto de toda a história de cerca de 25 anos do "DJW"....e por uma diferença muito, mas muito grande

Em algum momento, o mundo "vira a chave"

Alguém reparou onde está a base do canal de alta ?

DJW, Semanal, escala logarítmica, período 25 anos






domingo, 21 de janeiro de 2018

Cunha de 15 anos do principal índice de ações da Coréia do Sul, o índice KOSPI, está batendo no vértice

Cunha de 15 anos do principal índice de ações da Coréia do Sul, o índice KOSPI, está batendo no vértice

Mais um sinal de que algo muito forte está pra acontecer em todos os mercados mundiais....

Independentemente de "shutdown americano" ou qualquer outra coisa

Faz parte de algo muito maior...

Algo que os Bancos Centrais no mundo inteiro fizeram, ao longo dos últimos 9 anos.....principalmente, FED, BCE, Banco da Inglaterra e do Japão

O Gráfico abaixo está com o fechamento de sexta.

Mercado sul coreano já está aberto nesse momento, mercado de segunda-feira. Abriu em ligeira alta, mas já revertida para queda de 1% a 2.494 pontos


KOSPI, Semanal, escala logarítmica, período 18 anos






Commodity Paládio fecha a semana no topo histórico

Commodity Paládio fecha a semana no topo histórico


Paládio, Mensal, escala logarítmica, período 30 anos

Fonte: macrotrends.net







sábado, 20 de janeiro de 2018

Commodities começam a dar sinais intrigantes...inquietantes......falei sobre a LTB de 5 anos do Minério de ferro essa semana, correto ? ..."Ouro" toca a LTB de 6 anos na semana que passou...

Commodities começam a dar sinais intrigantes...inquietantes......falei sobre a LTB de 5 anos do Minério de ferro essa semana, correto ? ...

"Ouro" toca a LTB de 6 anos na semana que passou...

Vejam abaixo, gráfico, de 12 anos

Ouro, SEMANAL, escala logarítmica, período 12 anos






Tom Lee, o analista mais "bull-market" do Planeta Terra, ex-chefe de Renda Variável do JP Morgan, reaparece na CNBC, e prevê o SP500 entre 6.000 pontos e 15.000 até 2029....sim....SP500 fechou a 2.810 pontos

Tom Lee, o analista mais "bull-market" do Planeta Terra, ex-chefe de Renda Variável do JP Morgan, reaparece na CNBC e prevê o SP500 entre 6.000 pontos e 15.000 até 2029....sim....SP500 fechou a 2.810 pontos

Abaixo, apenas parte da matéria publicada ontem no final da noite pelo portal de notícias CNBC.

Possível ?

Claro....ainda estamos a 11 anos do "alvo"

Até lá, podemos ter uma guerra nuclear, uma terceira guerra mundial, ou até mesmo, os mercados corrigirem 40%-50%-60% e voltarem novamente

Façamos apenas um cálculo simples...

Quando os mercados americanos cairam cerca de 55% no Subprime-2008, o SP500 fez fundo em 666 pontos em março-2009

De lá pra cá, foram 320% de aumento para 2.810.....ou seja, pouco mais de 4 vezes

Vamos supor que os mercados corrijam 50% agora......

O SP500 volta para cerca de 1.400 pontos.

Ora......joguemos os mesmos 320% pra frente.....no mesmo intervalo de tempo...isto é.....8 anos...isso daria perto de 2029 e mais 320%....ou pouco mais de 4 vezes a partir de 1.400 pontos.

Isso daria 5.600 pontos.....apenas cerca de 400 pontos do "alvo" sugerido por Tom Lee

Vamos a parte da matéria

Aqui, o link: https://www.cnbc.com/2018/01/19/us-stocks-will-likely-run-higher-for-another-11-years.html


US stocks will likely run higher for another 11 years, Wall Street's Tom Lee says

Thomas Lee, head of research at Fundstrat Global Advisors, says Friday on CNBC's "Halftime Report" that he and the firm's technical strategist think stocks peak in 2029.
Lee's analysis is based on economic data such as housing starts, that indicate to the strategist the economy is likely only in the middle of the global business cycle.
Lee also expects that funds will flow out of bonds into stocks in search of better returns, helping equities gain.

The U.S. stock market will likely run higher for another 11 years, according to Tom Lee, a widely followed Wall Street market strategist.

"Both [Fundstrat technical strategist Rob Sluymer and I] think it's more like 2029 is the peak of this equity market cycle and then, the S&P is 6,000 to 15,000," said Lee, head of research at Fundstrat Global Advisors, on CNBC's "Halftime Report" on Friday.

"So I think it's just important to be long-term oriented right now."







sexta-feira, 19 de janeiro de 2018

A semana termina, e fica aqui a lembrança de que nem tudo é mercado financeiro.....essa semana, o mundo perdeu uma voz inesquecível, a voz de Dolores O 'Riordan, líder da igualmente inesquecível banda "The Cranberries"....fica a homenagem do blog

A semana termina e fica aqui a lembrança de que nem tudo é mercado financeiro.....

Essa semana, o mundo perdeu uma voz inesquecível, a voz de Dolores O 'Riordan, líder da igualmente inesquecível banda "The Cranberries"....

A morte trágica, em mais um suicídio de um expoente do rock, atingiu Dolores O'Riordan com apenas 46 anos.

Uma líder e uma banda que serão lembradas pelas letras fortes e politizadas, um rock consistente, contagiante e afinado.

Fica a homenagem do blog e do autor que escreve, o mesmo autor que esteve num dos shows no Brasil em 2010, único e último no Brasil






Zombie

Another head hangs lowly
Child is slowly taken
And the violence caused such silence
Who are we mistaken

But you see it's not me
It's not my family
In your head, in your
head they are fighting
With their tanks and their bombs
And their bombs and their guns
In your head
In your head they are cryin'
In your head, in your head
Zombie Zombie Zombie
What's in your head, in your head
Zombie Zombie Zombie

Another mother's breakin'
Heart is taking over
When the violence causes silence
We must be mistaken
It's the same old theme since 1916
In your head
In your head they're still fightin'
With their tanks and their bombs
And their bombs and their guns
In your head
In your head they are dyin'

In your head, in your head
Zombie Zombie Zombie
What's in your head, in your head
Zombie Zombie Zombie

____________________

Tradução

Zumbi

Outra cabeça inclina-se lentamente
Criança é lentamente tomada
E a violência causou tanto silêncio
Quem nós estamos enganando?

Mas você vê, não sou eu
Não é minha família
Em sua cabeça, em sua
cabeça eles estão lutando
Com seus tanques e suas bombas
E suas bombas e suas armas
Em sua cabeça
Em sua cabeça, eles estão chorando
Em sua cabeça, em sua cabeça
Zumbi, zumbi, zumbi
O que há em sua cabeça? Em sua cabeça
Zumbi, zumbi, zumbi

Outro coração de mãe machucado
Está sendo tomado
Quando a violência causa o silêncio
Nós devemos estar enganados
É a mesma velha história desde 1916
Em sua cabeça
Em sua cabeça eles continuam lutando
Com seus tanques e suas bombas
E suas bombas e suas armas
Em sua cabeça
Em sua cabeça, eles estão morrendo

Em sua cabeça, em sua cabeça
Zumbi, zumbi, zumbi
O que há em sua cabeça? Em sua cabeça
Zumbi, zumbi, zumbi




Vamos a 2 gráficos.....Cobre, período 25 anos e um dos "ETF'S" do Cobre mais negociados no mundo, o JCC

Vamos a 2 gráficos.....Cobre, período 25 anos e um dos "ETF'S" do Cobre mais negociados no mundo, o JCC

O Gráfico do Cobre, certamente é mais confuso....

Até agora, foi lá na faixa de 3,31, desde o fundo na faixa de 1,85,por passava uma grande LTA.Muito picote , tanto nas resistências acima, como nos suportes.

Nesse momento, suporte mais claro na faixa de 2,90, pouco acima de uma MA200 no tempo diário.
Pra cima, a resistências mais clara fica na faixa de 3,40

Por outro lado, o JCC é muito mais claro. O índice foi até a faixa de 37,50, justamente a grande barreira que serviu de suporte em 2010, 2011 e 2013.

Acima de 37,50, a principal faixa de resistência fica em 40,00
Pra baixo, os principais suportes em 35 e 32,50

Cobre, diário, escala logarítmica, período 25 anos



JCC, diário, escala logarítmica, período 10 anos












quinta-feira, 18 de janeiro de 2018

Minério de ferro toca sua LTB de 5 anos e com MACD cruzado na VENDA no tempo Mensal depois de 2 anos e meio

Minério de ferro tocou essa semana  sua LTB de 5 anos

Fechamento em 76,18

O Gráfico abaixo está configurado para o tempo MENSAL

Vejam que, depois de 2 anos e meio, MACD, destacado no retângulo abaixo, apresenta-se cruzado na VENDA, com o histograma passando pra "linha abaixo de zero", também emitindo sinal de VENDA nesse momento, fechamento MENSAL

Futuro Minério de ferro, tempo MENSAL, escala logarítmica, período 6 anos






quarta-feira, 17 de janeiro de 2018

Dow Jones chega finalmente na linha de topo do canal de alta de 100 anos

Dow Jones chega finalmente na linha de topo do canal de alta de 100 anos

26.000 pontos é por onde passa o canal de alta abaixo destacado

Vale os fechamentos em cada mês ao longo de 102 anos

Ou seja.....se acreditarmos que esse canal poderá , de fato, ser respeitado, poderíamos ter fechamentos abaixo ou acima ao longo dos próximos dias ou semanas; porém, o que valerá será o fechamento do mês


Dow Jones, período 102 anos, ajustado para a inflação americana e em escala logarítmica, gráfico em linha

Fonte: macrotrends.net






Cobre fecha abaixo de 3,20 pela primeira vez nos últimos 30 dias......pode ser o sinal para o colapso da VALE3

Cobre fecha abaixo de 3,20 pela primeira vez nos últimos 30 dias......pode ser o sinal para o colapso da VALE3

Cobre, diário, escala logarítmica





ITUB4 resvala novamente na linha de topo do canal de alta de 8 anos

 ITUB4 (ITAU PN) , principal papel do índice Bovespa, nesse momento, hora Brasil, 16:20, operando em alta de 1,5% a 46,71. A máxima do papel, por enquanto, foi de 46,85

Se ligarmos os fundos desde 2011 e traçarmos uma reta paralela, teremos um canal de alta destacado abaixo, canal de 8 anos ,  pegando os topos de 2010 também.

Dessa forma, percebemos que a linha de topo passa exatamente na máxima de hoje, aali na faixa de 46,85.

Canais de alta ou baixa nunca podem ser tratados como precisos ou definitivos, como em qualquer ponto de análise gráfica; isto é, linha de topo um pouco pra cima , um pouco pra baixo, a mesma coisa para as linhas inferiores.

Mas se alguém lhe mostrasse esse canal de 8 anos e lhe perguntasse se você se sente confortável em comprar agora ou esperar lá embaixo , na linha inferior do canal, dadas todas as variáveis em curso, tanto interna como externa, o que você diria ?


ITUB4, diário, escala logarítmica








O mundo chega junto nos topos; agora, Rússia e Hong Kong encostam em seus topos históricos

2 dias atrás, destaquei o maior Índice Russo de ações, o "MCX".

Agora, volto a falar dele, e registrar que , na segunda-feira última, o índice tocou, na máxima do dia,  2.280 pontos, a apenas 13 pontos do "novo topo histórico" de 2.293 atingido em dez-2016. Como curiosidade, exatamente na mesma dinâmica de 2008, antes do crash.

Sim..

Vejam abaixo no segundo gráfico, tempo MENSAL

Em novembro de 2007, o índice havia tocado 1.970 pontos......caiu forte.....mas, voltou pra "praticamente um topo duplo", ao tocar 1.966 pontos em abril de 2008, a apenas 4 pontos do antigo topo histórico....

Depois, o fulminante crash, que já havia começado nos mercados americanos..

Agora, o índice bateu 2.293 pontos em dez-2016......caiu forte.....e voltou na segunda-feira, tocando 2.280 pontos na máxima do dia

As divergências baixistas de IFR14, no tempo MENSAL, tanto lá em 2007, como nesse "praticamente topo duplo", estão destacadas nos retângulos.

Voltemos a atenção para o gráfico do principal índice de ações de Hong Kong, o "HSI"

Ao final do pregão de hoje, em mais um dia de alta, o índice fechou em 31.983 pontos, na máxima do dia.

Reparem no último gráfico, tempo MENSAL, do "HSI".

O topo histórico estava em 31.958 pontos atingido em sete-2007; portanto, o índice fechou hoje 25 pontos acima do tpo histórico.

Tentarei expor mais ao longo dos próximos dias.

Mas essas dinâmicas estão espalhadas pelo mundo todo.
Isto é, junto com a "exuberância irracional" dos mercados americanos, os índices de ações de várias partes do mundo estão em perfeita sintonia, aproximando-se de seus topos históricos

Podemos até discutir o caso do Brasil, onde o Bovespa já superou em quase 10% o seu topo histórico. Porém, não nos esqueçamos que a inflação acumulada no Brasil do topo histórico lá em 2008 pra cá foi alta, diferente de outros países.

O caso da Rússia, talvez se assemelhe ao Brasil, mas o "novo topo histórico" está sendo testado novamente

Olhemos para fora....

Há uma sintonia, uma coincidência de "chegadas" aos topos históricos, sejam eles "novos" ou "antigos" por toda a parte.

Força ou sinal de que o mundo se prepara para alguma reversão iminente ?


MCX, Diário



MCX, MENSAL, período 12 anos



HSI, Diário






HSI, MENSAL, período 12 anos







terça-feira, 16 de janeiro de 2018

ADR Petrobrás em Nova York vai rompendo no MENSAL uma interessante LTB de 9 anos

ADR Petrobrás em Nova York vai rompendo no MENSAL uma interessante LTB de 9 anos

Fechamento do papel hoje em Nova York em 11,70 , com alta de 2%....

Tem uma resistência mais clara em 12,56......depois, a faixa de 13,50 e o fundo de 2008 em 14,73

ADR PETROBRAS em NY, MENSAL, escala logarítmica, período 14 anos







Vamos ver o tamanho do perigo nos EUA ? Índice VIX, o "principal hedge do SP500", sobe em 1 dia 14,7%, fecha em 11,66 e está muito próximo da LTB de 2 anos

Alta espetacular do índice VIX, o "principal hedge do SP500", hoje nos mercados americanos

14,76% de alta, fechamento em 11,66.....chegou a subir mais de 20%, ao bater na máxima em 12,41.

Vejam no segundo gráfico abaixo, tempo SEMANAL, a LTB já mostrada aqui alguns dias atrás.

Vejam que ela, ao longo dos últimos 2 anos, até é rompida ao longo de uma ou outra semana; porém, no fechamento da semana, não.

Hoje, o VIX, ao bater na máxima em 12,41, voltou a chegar muito próximo dessa LTB.

É óbvio que não dá pra cravar que o BULL-MARKET americano vá terminar caso essa LTB seja rompida.

Mas a dinâmica muda, e o topo do Bull-Market não estaria longe

VIX, Diário, escala logarítmica




VIX, SEMANAL, escala logarítmica, período 4 anos




segunda-feira, 15 de janeiro de 2018

E o toque do Bovespa na máxima do dia, por enquanto, em 79.850 pontos, tocando a linha de topo do canal de alta

E o toque do Bovespa na máxima do dia, por enquanto, em 79.850 pontos, tocando a linha de topo do canal de alta

Bovespa, diário, escala logarítmica, período 2 anos





O maior Índice Russo de ações, o "MCX", já destacado aqui, toca 2.280 pontos, a apenas 13 pontos do "novo topo histórico" de 2.293, com uma forte divergência baixista de IFR14, exatamente na mesma dinâmica de 2008, antes do crash

O maior Índice Russo de ações, o "MCX", já destacado aqui, toca 2.280 pontos, a apenas 13 pontos do "novo topo histórico" de 2.293, com uma forte divergência baixista de IFR14, exatamente na mesma dinâmica de 2008, antes do crash

Sim..

Vejam abaixo....em novembro de 2007, o índice havia tocado 1.970 pontos......caiu forte.....mas, voltou pra "praticamente um topo duplo", ao tocar 1.966 pontos em abril de 2008, a apenas 4 pontos do antigo topo histórico....

Depois, o fulminante crash, que já havia começado nos mercados americanos..

Como eu já havia discutido aqui meses atrás, o "MCX" fez praticamente o mesmo movimento do Bovespa.....não numa dinâmica de topo duplo.....mas o topo dele foi em abril, antes do crash.....o do Bovespa foi em maio-2008, quando bateu 74.000

Agora, o índice bateu 2.293 pontos em dez-2016......caiu forte.....e voltou agora, tocando 2.280 pontos na máxima de hoje

As divergências baixistas de IFR14, no tempo SEMANAL, estão destacadas nos retângulos

Fechamento foi em 2.261 pontos, quedade 0,4%

MCX, Semanal, período 12 anos







O Site "Zero Hedge" confirma e mostra a imagem do Dow Jones na última sexta-feira com o maior IFR14 dos últimos 120 anos....de toda a história.....e, hoje, no mercado futuro, Dow Jones vai subindo mais 0,6%

O Site "Zero Hedge" confirma e mostra a imagem do Dow Jones na última sexta-feira com o maior IFR14 dos últimos 120 anos....de toda a história.....

E, hoje, no mercado futuro, Dow Jones vai subindo mais 0,6%

Abaixo, a imagem.

Aqui, o link da matéria: https://www.zerohedge.com/news/2018-01-15/dow-futures-near-26k-us-stocks-reach-most-overbought-over-120-years