terça-feira, 21 de março de 2017

Está pronto o filme que vai contar a história do Plano Real..."REAL - O plano por trás da história"....Lançamento nacional previsto para 18 de maio

Está pronto o filme que vai contar a história do Plano Real...

"REAL - O plano por trás da história"....

O filme conta a história do Plano Real a partir do livro do jornalista Guilherme Fiúza, "3.000 dias no bunker"

O livro é uma obra-prima, porém é interessante registrar um ponto.

Segundo matéria publicada pelo portal UOL, e que passo a reproduzir abaixo, o filme parece ancorado na figura do Ex-Presidente do Banco Central, Gustavo Franco, que o trata como "personagem principal"

Vamos esperar para ver o filme; no entanto, a despeito de considerar Gustavo Franco importantissimo na defesa do Plano, já que, uma vez "startado", ninguém mais do que Gustavo Franco foi capaz de "defendê-lo até a morte", contra tudo e todos, o Plano Real foi concebido em sua gênese por André Lara Resende e Pérsio Arida.

O ínício de tudo é um paper escrito por ambos em 1984, e publicado no meio acadêmico, ainda quando professores da PUC-RJ, Ali, André Lara e Pérsio Arida já expunham a convivência de 2 moedas em simultâneo na economia brasileira para estancar a inércia inflacionária.

Por outro lado, o Plano Real foi capaz de superar o paper original, pois esse não supunha uma segunda moeda virtual; o paper original expunha uma situação mais parecida com 2 moedas "reais", dólar e real.

A genialidade do Plano Real alcançou um estágio inimaginável, já que pressupunha 1 moeda real em convivência com uma moeda "virtual", que era a "URV" (Unidade Real de Valor), posteriormente transformada em "Real"

Gustavo Franco defendeu a ancoragem do Real junto ao dólar, mesmo sob a pressão das Crises do México, em 1994, a Crise da Ásia em 1997 e  Crise da Rússia em 1998.

Talvez se liberássemos o câmbio cedo demais, o Plano Real pudesse "fazer água"......

Devemos a Gustavo Franco a estabilidade monetária brasileira a partir de meados dos anos 90, tanto quanto devemos a André Lara e Persio Arida a concepção do Plano Real

Abaixo, o trailler do filme, previsto para lançamento nacional em 18 de maio de 2017

Excelente trailler, por sinal

Logo abaixo, a matéria do Portal UOL






Filme resgata inflação de 1993 e criação do Plano Real; veja trailer

Do UOL, em São Paulo
Com a economia em crise, o cinema brasileiro abre as portas para falar sobre o tema com “Real – O Plano por Trás da História”. O filme vai contar a criação do Plano Real, colocado em prática em 1994 para superar inflações que chegavam a 40% ao mês. O primeiro trailer foi lançado nesta segunda-feira (20) com exclusividade pelo UOL.

Inspirado no livro “3.000 Dias no Bunker – Um Plano na Cabeça e um País na Mão”, de Guilherme Fiuza, o filme de Rodrigo Bittencourt (“Totalmente Inocentes”) adota o tom de 'thriller político' e mostra os bastidores dos governos de Itamar Franco (Bemvindo Sequeira) e Fernando Henrique Cardoso (Norival Rizzo). O personagem principal é o economista Gustavo Franco, interpretado por Emílio Orciollo Netto, considerado "o cabeça" por trás da nova moeda.

O UOL visitou o set de filmagens em São Paulo durante o processo do impeachment de Dilma Rousseff e entrevistou parte do elenco, que garantiu: Não se trata de um filme ‘tucano’. “Estamos fazendo um filme absolutamente apartidário. Você vê aqui no elenco, muitos são contra o impeachment, outros são a favor”, contou o produtor Ricardo Fadel Rihan.

O elenco conta também com Paolla Oliveira, Mariana Lima, Tato Gabus Mendes, Juliano Cazarré, Cássia Kis e Klebber Toledo. A estreia está prevista para 18 de maio.