domingo, 8 de janeiro de 2017

Segundo a Reuters, Powell, do Fed, diz que "sinais de excesso financeiro nos EUA são isolados".........hum......em 2005, Ben Bernanke, então "Conselheiro de Economia da Casa Branca", posteriormente Presidente do FED, disse, em entrevista, que não via uma bolha imobiliária nos EUA, pois os "fundamentos da economia eram fortes e davam sustentação aos preços dos imóveis"

Segundo reportagem de ontem, 07-01-2017,  da Agência de notícias Reuters, Jerome Powell, Diretor do Fed, disse que "sinais de excesso financeiro nos EUA são isolados"

Interessante

Alguém lembra que, em 2005, Ben Bernanke, então "Conselheiro de Economia da Casa Branca", posteriormente Presidente do FED, disse, em entrevista, que não via uma bolha imobiliária nos EUA pois os "fundamentos da economia eram fortes e davam sustentação a eles"..........2 anos depois, os preços dos imóveis despencaram e trouxeram à tona o que se convencionou chamar de "A Crise do Subprime".....

Pois sim.......pessoas erram......assim como eu, você, todos.....as pessoas erram.....ora acertam, ora erram.....

Primeiro, a matéria da Reuters abaixo....em seguida, o vídeo da Entrevista de Ben Bernanke.....

Não precisa nem assistir toda a entrevista.....logo, no início, ele fala claramente que não via uma bolha imobiliária nos EUA, pois os fundamentos da economia eram bastante sólidos e fortes, de maneira a sustentar os preços dos imóveis.....

Caso vocês vejam todo o vídeo, não é apenas na primeira entrevista que ele expõe tal percepção....numa segunda outra entrevista logo em seguida, também....

http://br.reuters.com/article/businessNews/idBRKBN14R0KQ

Powell, do Fed, diz que sinais de excesso financeiro nos EUA são isolados
sábado, 7 de janeiro de 2017 16:01 

CHICAGO (Reuters) - Baixas taxas de juros ajudaram o Federal Reserve a chegar perto de cumprir suas metas de emprego e inflação, e ainda não criaram instabilidade, disse o diretor do Fed Jerome Powell neste sábado.

"Baixas taxas de juros podem levar a alavancagem excessiva e preços de ativos amplamente insustentáveis --coisas que olhamos com cuidado e não temos observado neste momento", disse Powell em comentários preparados para uma conferência de economistas em Chicago.

Powell, um especialista em finanças do banco central norte-americano e que participa da votação sobre política de juros em toda reunião do Fed, não comentou quando a instituição vai aumentar taxas de juros ou quantas vezes o fará neste ano.

Segundo ele, a política do Fed de manter as taxas próximas de zero por sete anos, até dezembro de 2015, tornaram o sistema financeiro mais estável, por ajudarem a economia. Regulações mais duras também tornaram Wall Street mais sólida, disse ele.

Mas os benefícios de baixas taxas de juros também vêm com condições, e o Fed está observando a estabilidade do mercado acionário norte-americano, dos empréstimos corporativos e de outros potenciais pontos fracos.

Até agora, disse ele, as áreas onde há sinais de excesso estão "isoladas".

"Os valores de imóveis comerciais estão altos em alguns mercados. E no setor corporativo não financeiro, a alavancagem bruta está alta se comparada com padrões históricos", disse ele, embora tenha salientado que empresas detinham muitos ativos com liquidez para que "a alavancagem líquida não fosse elevada".

(Por Jason Lange)


___________________________________________________