terça-feira, 20 de dezembro de 2016

1987 ou 2017 ?

O que temos pela frente ? Digo.....o que podemos ter em 2017 ?

Em 2017, o Brasil "comemorará" 30 anos de sua moratória externa.

Sim....em 1987, o Brasil decretou a moratória de sua dívida externa.

Os anos 80 já não andavam muito bem, um país ainda "machucado" pela Ditadura Militar, convivia no lado econômico com uma inflação em 2 dígitos "mensais", sucessivos planos econômicos e "cortes de zero" em sua moeda...na verdade, "moedas", já que. praticamente a cada plano econômico, um novo mome era cunhado para a "moeda brasileira". Não importavam nome e "cortes"; "tudo dava no mesmo", e o mesmo era uma inflação represada por um tempo, e "em explosão" meses adiante.

Não bastasse isso, em 1987, viria a "Moratória", vulgarmente chamada de "calote externo"

Quer saber ?

1987 ou 2017 ?

Em 1987, os carros eram uma "carroça". termo usado pelo ex-Presidente Fernando Collor de Mello ao assumir o governo em 1990. Mas, e daí ? Del Rey, Opala, Fusquinha, Chevette.....todos andávamos...todos os brasileiros...

Em 1987, tínhamos Legião Urbana, RPM, Kid Abelha, Paralamas, Engenheiros, tínhamos o Rock Nacional no seu ápice

Em 1987, tínhamos Mario Henrique Simonsen, Persio Arida, André Lara Resende, Gustavo Franco

Em 1987, tínhamos o Banco Garantia, o Banco Pactual, o Banco Icatu.

Em 1987, tínhamos o clássico "Bradesco Seguros x Pirelli" no vôlei, tínhamos o "Jornada nas Estrelas" de Bernard, no vôlei, tínhamos Zico, Sócrates, Falcão, Adílio, Cerezo, Junior, Careca, e tantos outros no futebol.

O que vemos em 2017 ?

Não temos mais carroças, mas quem pode pagar por um "potente" que custa 3 vezes mais, no mínimo, do que o mesmo "potente" lá de fora ? O Plano Real pretendia reduzir o "custo Brasil"; e assim o fez nos 3-4-5 anos seguintes.....e depois ?

Rock Nacional ? Esqueçam......alguém aí ouviu falar de mais do que 2,3 bandas nacionais ?

"Academia" ?......Me vem à cabeça o trabalho excpecional que a PUC-RJ faz, principalmente através da "Casa das Garças"....Monica de Bolle, Edmar Bacha.......mas e os debates ? Os "Grandes Debates" ?

Temos o BTG Pactual........talvez o "Brasil Plural", que não deixa de ser "o Pactual", com o André Schwartz e Rodolfo Riechert liderando, 2 dos quais vieram do "Ex´Pactual"

Time ? No Brasil ? Neymar e......e......e.......

Em 2017, vamos torcer pro Presidente continuar....quer dizer....o Presidente que já substituiu uma "Presidente impedida" de governar.

Crescimento econômico ? com sorte....zero.....
Inflação ? Podemos sonhar apenas com o "quase triplo" de um país desenvolvido, porém "às custas do pior desempenho econômico" desde 1929, ou em toda a história econômica brasileira
Produtividade ? Entre numa fila de um supermercado, de uma loja de fast-food, de um "café"....vai "chorar" e ver de perto "a nossa produtividade"
Encargos Sociais ? Tributos ?......muito, mas muito maiores do que 1987......e a "contrapartida" ?.....Esqueçam......sem "Saúde" e sem "Educação"......

Lembro-me que, quando criança, fui parar numa emergência de um hospital público....fui atendido em menos de 10 minutos...... 

2017 ?

Torçamos pra não vermos uma construtora quebrar......se não.......
Torçamos pra não vermos mais dezenas de micro-empresas e pequenas empresas quebrarem....se não...
Torçamos para não virarmos a "próxima Grécia"..

É nostálgico ? Sim.....voltemos a 1987....

Ali nasceu o caldo que produziu um dos mais bem sucedidos "Planos de Estabilização monetária" que se viu na história econômica mundial.

Denominação incorreta, pois o Plano Real era mais do que um "Plano Estabilização monetária"....era um Plano para "consertar as finanças públicas", para "reduzir o custo Brasil" , para imprimir uma nova dinâmica e cultura à "emperrada mola industrial criativa brasileira", mola essa moldada num "aquário" sem competição e burocratizante, a partir do momento em que a abertura do mercado externo foi aprofundada, assim como uma "leva de privatizações" foi promovida.

Voltemos a 1987.....a 30 anos atrás.....talvez aprendamos alguma coisa pra olharmos de uma maneira menos pessimista para 2017.

Se não......