sexta-feira, 9 de setembro de 2016

"Queda inesperada nas exportações da Alemanha amplia preocupação com crescimento", por Investing.com.-Reuters


Notícia publicada há pouco dá a dimensão do desafio à frente também para as economias desenvolvidas

Crédito: Investing.com-Reuters

Queda inesperada nas exportações da Alemanha amplia preocupação com crescimento

Queda inesperada nas exportações da Alemanha amplia preocupação com crescimento

Indicadores Econômicos
32 minutos atrás
Por Michael Nienaber

BERLIM (Reuters) - As exportações da Alemanha caíram inesperadamente em julho, registrando a queda mais forte em quase um ano, e as importações também recuaram, sugerindo que a maior economia da Europa iniciou o terceiro trimestre com fraqueza após a decisão do Reino Unido de deixar a União Europeia.
As exportações ajustadas sazonalmente caíram 2,6 por cento na comparação mensal, mostraram dados da Agência Federal de Estatísticas. Essa foi a maior queda mensal desde agosto de 2015 e contrariou a expectativa em pesquisa da Reuters de alta de 0,25 por cento.
Já as importações ajustadas sazonalmente caíram 0,7 por cento no mês, também pior que a projeção de alta de 0,8 por cento.
"O mês de julho claramente não foi um bom mês para a Alemanha", disse o economista do ING Carsten Brzeski. "Novo enfraquecimento da economia nos meses à frente deve dar mais suporte às recém-iniciadas discussões sobre estímulo fiscal."
A inesperada queda nas exportações reduziu o superávit comercial para 19,4 bilhões de euros ante 21,4 bilhões de euros em junho, em dado revisado para baixo.
Os dados do comércio internacional se seguem a números que ruim um quadro pessimista para a indústria alemã, com as encomendas praticamente não subindo em julho e a produção tendo a queda mais forte em quase dois anos.