domingo, 22 de maio de 2016

Bovespa - Final de Semana - Olhando para a MA200 na faixa de 46.500

Abaixo, algumas considerações do Bovespa

Fechamento n sexta-feira em 49.720 pontos, queda de 0,82%

MME13 cruzada pra baixo sobre a MME21 confirmada no final da semana, o que , tecnicamente, significa sinal de VENDA no tempo diário.

MACD no tempo diário cruzado na VENDA.
Histograma "abaixo da linha zero", portanto, também sinal de VENDA no tempo diário

No tempo SEMANAL, segundo gráfico abaixo, MACD ainda cruzado na COMPRA; Histograma "acima da linha zero", portanto, no SEMANAL, também ainda em modo COMPRA

Podemos ter um cenário de volatilidade semelhante ao final de 2014-início de 2015, marcado no quadrado em vermelho A no primeiro gráfico abaixo.

Curiosamente, lá em 2014-2015, havia uma MA200 (linha vermelha) que serviu de balizamento na primeira perna de baixa mais forte de correção, depois de bater 62.400. Lá, mesmo com a MME13 cruzada pra baixo sobre a MME21, o Bovespa, depois de tocar a sua MA200, repicou forte até a faixa de 58.800......não foi suficiente; depois, voltou a mergulhar e engatou uma perna de baixa muito mais longa até os 45.800, depois, 37.000

Hoje, temos uma MA200 (Linha vermelha) ali passando em 46.700; o primeiro fundo mais forte agora é 48.000, depois 46.500.....talvez estejamos próximos a um repique maior do Bovespa quando o índice resvalar na sua MA200

Na visão de quem pensa de forma pessimista, o repique deverá ir até a faixa de 52.500, depois da MA200 tocada e "respeitada"......

Se acompanharmos a volatilidade de 2014 e o BEAR-MARET longo de 6 anos em andamento do Bovespa, depois desse repique, novos fundos serão buscados até 42.500, 37.000, e até mesmo os 29.200

Suportes em 49.300, 48.800, 48.000, 47.000 e 46.500
Resistências em 50.000, 50.300, 50.800, 51.000 e 52.000-52.500



Bovespa, diário, escala logarítmica




Bovespa, SEMANAL, escala logarítmica