domingo, 28 de setembro de 2014

"Diário da VALE5"-----Vamos ver o que o mercado faz com 3 papéis (Gerdau, Petrobrás e Alcoa) no final do mês quando o IFR14 no MENSAL está sobrevendido

"Diário da VALE5"-----Vamos ver o que o mercado faz com 3 papéis (Gerdau, Petrobrás e Alcoa)  no final do mês quando o IFR14 no MENSAL está sobrevendido

O objetivo aqui é, de certa forma, separar os fundamentos dos gráficos.

Até porque, se fosse por isso, Petrobrás já teria voltado rapidamente la pra "baixo", já que seu endividamento continua alto e ela continua sangrando por conta da alta do dólar que a prejudica diretamente em face do represamento de seus preços finais.

Nesse contexto, destaquei 3 papéis que podem servir de balizamento pra dinâmica atual da VALE5.

2 desses papéis são do Brasil, Gerdau (GGBR4) e Petrobrás (PETR4) e 1 lá de fora, ALCOA (AA) negociada na NYSE-Nova York, a maior produtora de alumínio do mundo

Para GGBR4 e PETR4 separei gráficos diários e mensais
Para AA (ALCOA) separei gráfico SEMANAL e MENSAL.

Reparem que, na maior parte do tempo, os 3 papéis batem nos fundos antes de fortes repiques ao longo dos últimos 3-4 anos  justamente ao final do mês.

Ao atingirem fortes divergências altistas de IFR14 no diário-mensal, os papéis repicam forte........
Tais pontos-momentos coincidem com o IFR14 no MENSAL em estágios muito baixos....próximos a 30..........

Qual a razão pra isso ?

A primeira é óbiva.......ao atingirem patamares baixos de IFR14 no MENSAL, os papéis emitem sinais de compra......afinal, eles estão sobrevendidos.....

Não há nenhuma garantia que isso tenha sido o fundo......ou seja, que não volte a cair e faça novos fundos..........

Do ponto de vista gráfico, isso tende a sinalizar que, ao longo dos meses-anos seguintes, essas divergências de IFR14 continuem gritantes, até que um dia, a tendência baixa de longo prazo termine.


Isso parece ter acontecido com os 3 papéis em questão.

As últimas perna de alta, principalmente de PETR4 e ALCOA foram tão fortes, depois de meses de divergências altistas de IFR14, que podemos especular sim que os fundos feitos há 6 meses para PETR4 e 1 ano para ALCOA sejam os grandes fundos para os papéis nessa década........

Para a GGBR4, as pernas de alta ainda não nos dão essa forte impressão......

A VALE5, vista no gráfico por ultimo parece começar a entrar nesse estágio........

Estamos no final do mês......divergências altistas de IFR14 no diário já acontecem,,,,,,,e IFR14 no MENSAL dela está próximo aos 30 novamente.....

Isso nos dá sim uma sinal de que uma boa paulada está à nossa frente......o IFR14 "precisa" disso.

Não há garantia de que os 23,55 seja o fundo.......como não tínhamos a garantia dos 24,05 do ano passado....
Tanto é, que foi rompido esse mês......

Como as commodities continuam em colapso, especialmente o minério de ferro, carro-chefe da VALE, a tendência no longo prazo é que VALE5 faça nos fundos........numa dinâmica semelhante a PETR4 e ALCOA (AA).....

E as divergências altistas de IFR14 no MENSAL se acentuem no longo prazo......

Os fundamentos das commodities e um novo ambiente macroeconômico brasileiro com um dólar sedimentado numa outra faixa no longo prazo irão levar, em algum momento lá na frente, para uma "Estabilidade" da VALE5............

E, nesse momento, as divergências altistas "terão cumprido" seu objetivo.......e o papel fechará o ciclo do BEAR-MARKET......

Por ora,o espaço de um novo e forte repique para VALE5 existe..........


PETR4, Diário


PETR4, MENSAL


GGBR4 (GERDAU PN), Diário




GGBR4, MENSAL



AA (ALCOA), SEMANAL



AA (ALCOA), MENSAL




VALE5, DIÁRIO




VALE5, MENSAL